Missa de 7º dia do nosso amigo Valmir Bispo

A Missa de sétimo dia do nosso querido amigo Valmir Bispo será nesta quarta feira, às 19h30, na Igreja de Santo Antonio de Lisboa  - Praça Batista Campos.

Recebi algumas mensagens de amigos do Valmir, as quais estou publicando.

De Edna Marajoara

Meu amado e inesquecível amigo Valmir Bispo fez sua passagem.

Fica em mim uma profunda saudade desse ser humano maravilhoso que emanava bondade, amor, carinho, generosidade e alegria.
Um visionário capaz de enxergar sempre o melhor nas pessoas, com uma capacidade inesgotável e incondicional de amar, ajudar e perdoar os outros.
Valmir, serei eternamente grata por ter tido a oportunidade de compa...rtilhar tantas emoções e tantos sonhos contigo, de poder articular tanto, pelo exemplo.
Obrigada por tocar a minha alma com tua amizade e carinho.
Vá em paz, que a Deusa te acompanhe nesta nova etapa que desejo que seja linda e impecável jornada espiritual.
Onde quer que vc já esteja, receba todo meu amor.
Em meu coração e em minhas lembranças, vc sempre estará eternamente vivo.


De Elias de Paula de Araújo

Valmir é um daqueles que não se contentam com felicidade fácil... Houve uma vez nas margens Guamá... Sim, houve uma vez... a eleição estava ganha, mas havia uma denúncia de fraude contra a nossa chapa... O Partido decidiu que nós manteríamos o resultado, independente da denúncia. Foi convocada uma plenária da Caminhando para dar encaminhamento à decisão. É, mais os democratas-radicais debatiam, não apenas impunham a decisão da Zumbi, apoiada pelo CR. E aí a coisa complicou, porque o Valmir que todos/as conhecem (não o Mário), contra a posição do Partido, resolveu defender a anulação da eleição, para que nenhuma suspeita pairasse sobre o processo, e sobre quem éramos. Ele enfrentou a argumentação de nossa principais lideranças. Mesmo assim, a sua defesa em favor da ética, a sua determinação em não deixar nenhuma dúvida sobre a justeza dos princípios que defendíamos, sobre a própria História imbatível da Caminhando no Pará, terminou por convencer a maioria de nossos/as “amigos” e “simpatizantes”... mesmo sob o risco de sermos derrotados num único Centro e perdermos a eleição. Mas não perdemos! Vencemos outra vez! Esse é o Valmir! 

Na época, lembro que ficamos indignados com o “ato de indisciplina”! Mas ele sempre teve mais fé nos seus valores do que na razões do Partido. Se fosse necessário, ele seria um dissidente.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota