Ananindeua ganha o Museu Parque Seringal


Ananindeua ganhou nesta quarta-feira (4) o Museu Parque Seringal, o segundo parque ambiental do município. A área era local de descarte de lixo e apresentava insegurança aos moradores da Cidade Nova VIII. Construído com recursos da Prefeitura de Ananindeua e de parcerias via Fundo Municipal do Meio Ambiente, o Museu Parque Seringal promove a temática ambiental e também conta a história do Ciclo da Borracha na Amazônia.
É um espaço inovador que une proteção do meio ambiente e resgate da história da região. Para os moradores da área, o local se transforma em referência de lazer e cultura. “Antes aqui era um espaço vazio, uma espécie de bosque. Não tinha segurança e agora temos essa opção, além de saneamento na rua. Vou trazer minha família para aproveitar”, disse Leodário Souza, morador da Cidade Nova há 30 anos.
São mais de 12 mil m² de reserva com centenas de seringueiras que datam do período da borracha. “A área do meio ambiente em Ananindeua sofreu um avanço imenso. Além das diversas ações de educação e de fiscalização, em menos de dois anos conseguimos entregar para a população dois parques ambientais com ótima qualidade”, destacou o prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho.
O município tem ainda o Parque Ambiental “Antônio Danúbio”, que é a primeira Unidade de Conservação Municipal do Pará reconhecida pelo Ministério do Meio Ambiente, além de ter conseguido a inscrição como membro na Rede Brasileira de Jardins Botânicos. “Atualmente, temos 58% de áreas verdes na nossa cidade e é preciso fortalecer cada vez mais a política ambiental para garantir que, no futuro, todos possam continuar desfrutando das belezas naturais que nós temos”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Rui Begot. O Parque Seringal tem como grande atração a Casa do Seringueiro, um museu sobre a vida dos trabalhadores e a extração do látex. (Diário do Pará)

0 comentários:

Postar um comentário

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota