A Teoria do Agendamento e a construção de Arranha Céus na Almirante Barroso


Na década de 70, tivemos a criação da Teoria do agendamento, concebida principalmente pos Maxwell McCombs e Donald Shaw, resumindo a teoria proposta, ela dizia: "De acordo com este pensamento, a mídia determina a pauta (em inglês, agenda) para a opinião pública ao destacar determinados temas e preterir, ofuscar ou ignorar outros tantos." Ou seja,  a grande mídia é que ditava o que devíamos pensar. Segundo o agendamento, a sociedade respondia a imagens simbólicas - formatadas pelas influencias midiáticas. Esta teoria  está cada vez fora de uso, os avanços de outras mídias, como a internet tem criado outras fontes (on-line e colaborativas) na criação das imagens simbólicas.

Na eleição para presidente, tivemos um  episodio em que grande mídia tenta influenciar a opinião publica, pautando um agendamento, para criação da imagem simbólica de militantes agressivos, inclusive com a construção de um texto que reforça uma ideia, as mídias on-line desmascaram a versão dada pelo  Rede Globo, veja o link, em  uma campanha que transformou a reportagem em piada e em jogo.

O Ficha Limpa é outro caso de sucesso de mobilização on-line, que conseguiu influenciar o mundo físico, inclusive com discursos de ministros do STF, onde os anseios populares ecoaram.

No Pará, temos o recente caso da Almirante Barroso e a construção de prédios de mais de quarenta andares. Provavelmente, sem as mídias on-line e as redes sociais, teríamos uma aprovação tranquila do projeto, sem houvesse a discussão pública do assunto, hoje vemos diversos blogs e contas de usuários de twitter se mobilizando contra o projeto.

Os seus vereadores devem ficar atentos, caso contrário, a história de alguns, ficará marcada para sempre por virarem as costas para a população.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota