Geógrafo Aziz Ab'Saber morre aos 87 anos em SP

azisz
Divulgação - Agência Estado/Arquivo
Geógrafo Aziz Ab'Saber, em dezembro de 2004 

O geógrafo Aziz Ab'Saber morreu aos 87 anos na manhã desta sexta-feira (16), informaram a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e o Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP).


Presidente de honra da SBPC, Ab'Saber foi um dos pesquisadores mais respeitados do país e morreu de infarto em sua casa, na cidade de Cotia (SP).



A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da USP, declarou luto oficial e suspendeu as aulas desta sexta.



Nascido em São Luiz do Paraitinga (SP) em outubro de 1924, o cientista era referência em assuntos relacionados ao meio ambiente e impactos ambientais.



Foi presidente da SBPC de 1993 a 1995 e atualmente trabalhava no Instituto de Estudos Avançados. Segundo a SBPC e a USP, Ab'Saber trabalhou normalmente até um dia antes de sua morte, quando entregou à Sociedade um conjunto de DVDs com sua obra completa.



Na dedicatória, ele escreveu: “Tenho o grande prazer de enviar para os amigos e colegas da Universidade o presente DVD que contém um conjunto de trabalhos geográficos e de planejamento elaborados entre 1946-2010. Tratando-se de estudos predominantemente geográficos, eu gostaria que tal DVD seja levado ao conhecimento dos especialistas em geografia física e humana da universidade”.



O pesquisador acumulou prêmios ao longo de sua carreira. Recebeu o Prêmio Jabuti em ciências humanas, em 1997 e 2005, e em ciências exatas, em 2007, o Prêmio Almirante Álvaro Alberto para Ciência e Tecnologia, dado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, em 1999, o Prêmio Unesco para Ciência e Meio Ambiente, em 2001, e a Medalha de Grão-Cruz em Ciências da Terra pela Academia Brasileira de Ciências.



A SBPC tem uma última obra inédita do geógrafo a ser publicada, o terceiro volume da coleção “Leituras Indispensáveis”, com trabalhos dos primeiros geógrafos do Brasil.



Aziz Nacib Ab'Sáber, um dos maiores especialistas em geografia física do país, bem como uma voz ativa nos debates sobre biodiversidade e preservação ambiental, morreu na manhã desta sexta-feira, às 10h20, em São Paulo. Ele tinha 87 anos.




A informação foi dada pela SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), instituição que Ab'Sáber presidiu de 1993 a 1995 e da qual era presidente de honra e conselheiro.



Segundo informações do departamento de geografia da USP, Ab'Sáber morreu em casa e a causa da morte ainda não foi identificada. Não há, por enquanto, informações sobre o velório do geógrafo.



Ab'Sáber nasceu em São Luís do Paraitinga (SP) em 24 de outubro de 1924. Seu pai era libanês.

Apesar da idade avançada, Ab'Sáber continuava sendo um observador das controvérsias políticas envolvendo a questão ambiental.

Envolveu-se, por exemplo, com a discussão do novo Código Florestal, que pode alterar as áreas de preservação obrigatórias em propriedades particulares, nos últimos dois anos.

Segundo a SBPC, o geógrafo criticou o texto por não considerar o zoneamento físico e ecológico de todo o país, levando em consideração a diversidade de paisagens naturais no Brasil.

O estudioso também chegou a sugerir a criação de um Código da Biodiversidade para implementar a proteção a espécies da flora e da fauna.

LAUREADO

O site da SBPC traz uma extensa lista dos prêmios recebidos por Ab'Sáber ao longo da carreira. Destacam-se o Prêmio Jabuti em ciências humanas (1997 e 2005) e em ciências exatas (2007), o Prêmio Almirante Álvaro Alberto para Ciência e Tecnologia (1999), concedido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, a Medalha de Grão-Cruz em Ciências da Terra pela Academia Brasileira de Ciências; e o Prêmio Unesco para Ciência e Meio Ambiente (2001), concedido pelas Nações Unidas.

Matéria extraída do portal Globo.com 

0 comentários:

Postar um comentário

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota