Edmilson conclama deputados a assinar CPI da Alepa

O deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL) voltou a cobrar, na tribuna da Assembleia Legislativa do Pará, nesta quarta-feira, 8, que os demais deputados assinem a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a crise de corrupção na Alepa. Diante de críticas feitas na véspera, em plenário, dando conta de possíveis falhas na investigação do Ministério Público do Estado, Edmilson defendeu a essencial atuação do MPE, que já confirmou mais de R$ 110 milhões em desvio de recursos quando o atual senador Mário Couto (PSDB) e o ex-deputado Domingos Juvenil (PMDB) presidiram ao Casa de Leis.

“A crise ética que sangra este Poder dá seguidos sinais de agravamento, sem que as bancadas que aqui têm assento despertem para a extrema gravidade do quadro”, destacou o psolista. A CPI foi apresentada por ele há um ano, mas contou com o apoio apenas do PT, do PV e do PPS, alcançando apenas 11 das 14 assinaturas necessárias à instalação. Edmilson aproveitou para cobrar o apoio do PMDB e da primeira-secretária da mesa diretora, Simone Morgado (PMDB), que apresentou novas acusações de irregularidades contra o atual presidente da Casa, deputado Manoel Pioneiro (PSDB). Ele também pleiteou o apoio de Pioneiro, que nega as acusações.
Edmilson comentou o pronunciamento feito na véspera, pela deputada Cilene Couto (PSDB), filha de Mário Couto, como uma tentativa isolada de desqualificar o trabalho do MPE. “Me surpreendi com o nível do debate: a deputada Cilene Couto, um ano depois de lançadas as denúncias, inclusive despertando dúvidas quanto à sua própria atuação como dirigente do Controle Interno à época das irregularidades, aparece, pela primeira vez, para apontar um suposto equívoco na apuração dos promotores de justiça ao defender uma servidora, listada como envolvida na fraude na folha de pagamentos”. Em aparte, Cilene negou a intenção de desqualificar o MPE e elogiou a “competência” do órgão.

“Não se trata de negar a possibilidade de ter havido equívoco nesta parte específica da denúncia formulada pelo MPE. Não queremos um inocente sendo punido pelo que não fez. Mas não vamos nos deixar enganar, ao longo de muitos anos esta Casa foi vítima da atuação impune de grupos que se apropriaram de uma verdadeira fortuna, que faz falta num estado em que o povo morre nas filas sem atendimento médico e que tantas crianças e jovens são vítimas do abandono”.

Já foram ajuizadas 16 ações, entre cíveis e criminais. Nenhuma crise de corrupção neste Estado alcançou números de tamanha grandiosidade na história do Pará. “A hora de instaurar a CPI é agora. Vamos sanear esta Casa enquanto ainda é tempo. Volto a convidar todas bancadas a respaldar o requerimento de constituição da CPI”, ressaltou.

2 comentários:

  1. Tu só fica falando mas cade tua coragem de publicar a lista dos que assinam e dos que não assinam falar e facil dizer e que e difícil me responda porque mana

    ResponderExcluir
  2. a quadrilha dos COUTO , tambem se instalou em TERRA ALTA , com um prefeito ladrão , velhaco , enganador que come o dinheiro do FUNDEB , da saude , do fpm , dos emprestimos consignados dos funcionarios , da ação social . da arrecardação propria , em fim é um caos total , ai o Sr. Governador premia este pilantra mandando recursos para ele .É um balaio de corruptos total , sem falar no irmão do prefeito , que é ex prefeito condenado pelo T C E por roubar o dinheiro para construção do estadio de futebol .

    ResponderExcluir

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota