As eleição da AMAT e o governador Jatene

A eleição da AMAT Carajás, que acontece hoje em Marabá, ainda está sobre efeito do plebiscito, a chapa formada pelo PDT, PT, PMDB, PHS e PP reúne todas as forças políticas da região em torno da candidatura Hildefonso de Abel Figueredo. 

A chapa do prefeito de Tucumã, que é do PTB, conta com um apoio discreto do PR, do PSDB e do DEM.

O prefeito Maurino (PR) de Marabá diz que não apoia nenhuma da chapa, afirma que queria a união das duas chapas, mas dizem que vai votar no prefeito de Tucumã. O surpreendente é que o deputado Salame (PPS) apoia a chapa de Hildefonso, aliás, a chapa do prefeito de  Abel Figueredo, conta com o apoio dos deputados federais, em sua maioria. 

O presidente  do PT - João batista - articulou pessoalmente os votos do partido para Hildefonso, o PMDB está apoiando através de Asdrúbal Bentes (federal) e Parsifal (estadual) a chapa de Hildefonso. O deputado Giovanni Queiroz (PDT) é um dos mais empenhados na chapa de Hildefonso, assim como o deputado Zequinha Marinho (PSC) também.

A chapa de Celso conta com o apoio de Nilson Pinto e Wandenkolk Gonçalves, ambos do PSDB. Segundo os comentários, tem muito secretário de estado do governo Jatene  ligando para os prefeitos, há ligações até de membros do TCE,que estariam pedino por Celso.

A AMAT Carajás foi uma das  entidades que se posicionou no plebiscito (pelo Sim). Agora, a tentativa de ganhar a entidade, por uma articulação em torno do governador Simão Jatene, faz parte do jogo político de 2014. Provavelmente o governador tentar quebrar o isolamento político da sua imagem na região do Sul e Sudeste do Pará, pós plebiscito.  Isolamento que pode se consolidar entre as lideraças da região e pode ser muito perigoso em ano eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota